fevereiro 18, 2014

Meu novo ano novo

Inevitável chegar aos últimos dias do ano e não considerar que no horizonte nasce a esperança de um novo rumo. Ano novo, vida nova. Renovação, oportunidade, energia, alegria, etc. Esta são as promessas que, a virada do ano representa na vida de muitas pessoas.

Notoriamente, chegamos ao final do ano esgotados, aquele clima de alegria misturado com a iminência de cometermos um crime (geralmente, assassinato), de um ente querido, chefe ou até mesmo o carinha aquele que está desatento na fila do supermercado.

Além das reflexões mais comuns, neste ano realmente me dediquei a entender o que significa esta virada. No entanto, me deparei com novas ideias sobre este rito de passagem. Considerei coisas que antes, não havia considerado. Essa história de “ano novo, vida nova” não me engana mais.

A cronologia está aí para que todos tenham a mesma métrica, que saibamos datas e horários de acontecimentos e que o universo gire em torno de algum sentido de ordem. Seria extremamente incomodo, ter que dizer que hoje é aproximadamente o dia 740.000. Eu nasci lá pelo dia 723.000, ora, não lembro o que comi ontem no almoço que dirá como foi o dia 729.670 – meu aniversário de 18 anos.

A verdade é que os dias são sequenciais e por isso, de 31 para 1º não existe este portal que fará a vida maravilhosa, que nos dará a segunda chance de acerto. Acredito sim, que existe uma magia nesta data, é neste momento que quase o mundo inteiro está interligado pelo mesmo desejo e mesma animação.

Contudo, começo a pensar que, nossos anos novos são o momento seguinte de um grande acontecimento. Seja bom ou ruim. Um marco, como queiram. Um momento especifico, que muda nosso rumo – seja com relação à atividades cotidianas ou de atitudes. Aquele momento em que nós mesmos superamos nossas expectativas, nos surpreendendo e compreendendo a força que temos e do que somos capazes.

São os instantes em que nos familiarizamos com nós mesmos, um insight acompanhado de uma atitude.  Este é o corte onde podemos pensar, agora será diferente. Farei diferente, pensarei diferente, observarei com outros olhos. Estes sim, constituem momentos de inicio, são os primeiros novos momentos.


Segunda chance já não é um conceito no qual me prendo mais. Na verdade, não acredito ser uma segunda chance. Acho que temos outra oportunidade, mas dificilmente seremos os mesmos, mais difícil ainda será recriar todas as condições do primeiro acontecimento. 

janeiro 23, 2014

Descoberta! Ateliê de Destinos.

Imagine isso: suas tão merecidas férias estão chegando, você comprou passagem para o lugar que sempre quis conhecer. De repente seu telefone toca, trazendo você de volta para o presente, lembrando-o que são 22h e você ainda está no escritório terminando um trabalho que tem aquele velho conhecido prazo universal: ontem.

Sua mesa de trabalho mais se assemelha a um campo de batalha, destroços para todos os lados, barricadas em forma de pilhas de papel e um montinho desconhecido de alguma coisa que, pelo cheiro, morreu tem algum tempo. Assim tem sido seu último mês e os próximos dias não estão tão promissores também.
Sua casa já não tem mais nem pasta de dentes, todas as roupas estão sujas há algum tempo, roupas íntimas já estão na rotina de usar dos dois lados e seu cachorro, que você tem quase certeza que tem um, você não vê tem mais de 3 dias.  Mas, suas férias estão chegando.

Ó Deus...minhas férias estão chegando, preciso: entregar os projetos no escritório, fazer supermercado, ir à farmácia para me preparar para viagem, lavar 10 máquinas de roupas, arrumar a mala, achar o cachorro, programar pagamento das contas, preparar os documentos, encontrar e reunir todas as anotações feitas – em guardanapos, no canto do jornal, no cachorro, de lugares que quero conhecer durante a viagem, a qual estou pagando e economizando tem mais ou menos uma vida inteira.

Caos total. Tudo bem que, o cenário acima descrito é péssimo. Mas, falo dele com propriedade e experiência – acontece em grande parte comigo. Adoro viajar e acho mesmo que, sempre voltamos diferentes depois de uma experiência destas. Contudo, não sou grande fã de planejar e pesquisar lugar por lugar mas, fico muito ansiosa com o pensamento de deixar de conhecer algum ponto turístico incrível. Sofro tentando organizar um roteiro em que caibam todas as coisas que quero fazer.

Minha ideia de uma viagem perfeita é: escolher o destino, listar lugares que sei que quero conhecer e descobrir outros que nem sei que existem, mas que tem a minha cara. Mesmo sem gostar muito de planejar um roteiro, até a lista consigo ir. Mas, como saber o que tem relação comigo se não conheço? Ou, como saber se os lugares que estou listando, realmente valem a pena? Será que a cidade não tem mais a oferecer do que a pesquisa superficial que eu fiz? Enfim, uma pessoa como eu pode se levar a loucura com estes rodeios mentais.

Por isso, você pode imaginar minha felicidade ao conhecer a Lu. Uma consultora de viagens! Sim!!! Através de um questionário, ela mapeia seu perfil e propõe um roteiro de viagem para você. Mas, não é o roteiro básico e comum a qualquer viajante (proposto pelas brochuras de agencias de viagens). Este, é feito sob medida com base no seu perfil, como se você estivesse consultando um amigo. Apresento a vocês: O Ateliê de Destinos. Aplicando o conceito de personal  para planejamento de viagens, a Lu leva você para conhecer o mundo. Com base nas suas respostas, você recebe uma proposta na qual pode fazer observações, alterações, sugestões, etc. O trabalho de pesquisa, levantamento de informações e agrupamento de dados é todo dela.

Através do Ateliê, você pode não só programar toda sua viagem, mas também já efetuar a compra de passagens, ingressos, reserva de hotéis, etc. isto vai depender da sua necessidade! Enfim, um serviço para lá de atraente, com altíssima qualidade e atendimento personalizado! Fica a dica!

Sua proposta de viagem vira um guia!

O Ateliê de Destinos manda para você a programação detalhada dia-a-dia, e ainda: mapas de como chegar às atrações, além de dicas de restaurantes e compras. Você ainda pode utilizá-lo como diário de bordo – registrando melhores momentos e observações ao longo da viagem.

Independentemente de onde você estiver no país, o Ateliê de Destinos te entrega o mundo!

Ateliê de Destinos
Luiza Estides
tel: +55 21 9 8867 3303
@ateliededestinos